You On Top - Google AdWords, Google Analytics
II Coríntios

Autor: Paulo, o apóstolo.

Quando foi escrito: 57 A.D.

Tema Principal: Embora este pareça oculto, infere-se do texto que Paulo tinha em mente, enquanto escrevia, a pretensão de defender seu apostolado.

A situação entre Paulo e os membros da igreja de Corinto piorou depois que eles receberam ambas as cartas de Paulo. Alguns dos membros mais exaltados andavam dizendo que Paulo não era realmente apóstolo e pretendiam com isso desacreditar o ministério e a autoridade de Paulo dizendo não ter autoridade para resolver os problemas da igreja. Percebe-se tal tendência nos textos da cadeia chave abaixo. Paulo, sem dúvida alguma reage com firmeza e, nos capítulos 10 a 12, defende a sua autoridade como verdadeiro apóstolo de Jesus Cristo, mostrando não ser um hipócrita e os sofrimentos que tem passado pelo amor ao Evangelho de Jesus.

Paulo trata de outros assuntos da vida cristã, inclusive da nova relação que Deus, por meio de Jesus Cristo, cria com as pessoas. Ele diz: "E tudo isto provém de Deus que nos reconciliou consigo mesmo por Jesus Cristo, e nos deu o ministério da reconciliação". (II Coríntios 5.18). Mais uma vez Paulo insiste na necessidade de ajudar os cristãos necessitados da Judéia (II Coríntios Caps. 8 e 9). Apesar das suas palavras duras, Paulo termina a carta com expressões de amor e carinho.

Conteúdo: Esta é uma das cartas mais pessoais de Paulo. Nela ele fala principalmente de seu próprio ministério. Abre seu coração e revela seus motivos, sua paixão espiritual, e seu entranhável amor pela igreja.

Cadeia Chave: 3:1; 5:12; 7:2; 10:2-3; 11:5-6; 12:11; 13:3.

Sinopse: Não há divisões definidas de pensamento na carta, mas o tema pode ser classificado sob três títulos.

I Coríntios Gálatas