Genealogia Bíblica de Adão a Noé

História Pré-diluviana

É interessante e necessário que observemos a longevidade dos homens pré-diluvianos, visto que suas idades relacionam-se conforme segue: Adão, 930 anos; Sete, 912; Enos, 905; Cainã, 910; Maalelel, 895; Jarede, 962; Enoque, 365; Metusalém, 969; Lameque, 777; Noé, 950.
Podemos, sem dúvida, explicar essa longevidade com a teoria de que o pecado, que sempre existiu, apenas recentemente começava a exercer sua maléfica influência na raça humana, que descendera de uma natureza originalmente imortal. Alguns pensam que esses nomes são de épocas dinâmicas, em vez de indivíduos. Outros julgam que, naquele tempo, os meses eram considerados anos. Mas nada disso procede.
Os cronologia em Gênesis indica que houve 1.656 anos entre a Criação do homem e o Dilúvio. Embora tenha Deus revelado a Moisés (1.140 a.C.) como Ele criou todas as coisas e, Moisés por sua vez descreveu tudo na Bíblia. Ainda que nós, os cristãos, façamos as somas das idades das pessoas na lista das 10 gerações apresentadas na Bíblia, obteremos um número pequeno demais para os anos da história, isto pode se dar pelo fato de, como podemos ver na própria genealogia de Jesus em Mateus 1, terem saltado nomes. Desde modo, muitos estudiosos acham que não há como obtermos, com segurança, tais datas. Mas a fórmula "viveu... anos e gerou" - vai de encontro a essa teoria.
Hoje em 2003, estamos à 5.664 anos da criação do 1º ser humano por Deus, Adão (3.728 a.C. - 2.798 a.C.).

10 Gerações Pré-Diluvianas - Filhos do Pó

Pó (Criação)  
  Adão  
Adão (Vermelho) Eva (Vida)
Adão Gn. 1:26; Gn. 2:7; Gn. 4:1, 25; Gn. 5:2; Lc. 3:38; Ef. 4:24; Cl. 3:9; At.17:26; I Co. 15:21-22, 45; Rm. 5:12,21; I Tm. 2:13-14.
Eva Gn. 3:20; Gn. 4:1; Mc. 1:1; II Co. 11:3; I Tm. 2:13.
    Caim
Abel
Sete
Caim Abel (Transitório) Sete 3.598 a.C. (Designado)
Caim Gn. 4:1, 17, 25; Js. 15:57;  Hb. 11:4; Hb. 12:18-25; Jd. 11; I Jo 3:12.
Abel Gn. 4:2; Gn. 50:11; Nm. 33:49; Jz. 7:22; 11:33; I Sm. 6:18; II Sm. 20:14-15, 18; I Rs. 4:12; 15:20; 19:16; II Rs. 15:29; II Cr. 16:4; Mt. 23:35; Lc. 11:51; Hb. 11:4; Hb. 12:24.
Sete Gn. 4:25-26; Gn. 5:3, 7;  Nm. 24:17; I Cr. 1:1; Lc. 3:38.
  Enoque (Iniciado) Enos Gn. 4:26; Lc. 3:38 (Mortal)  
Enoque Gn. 4:17; Gn. 5:21; Gn. 25:4; Gn. 46:9; Jd. 14; Hb. 11:5.
Enoque Gn. 4:17 (também Cidade)   Enos 3.493 a.C. Gn. 4:26
  Irade   Cainã (Quenã) (Possuidor)
Irade Gn. 4:18   Cainã 3.403 a.C. Gn. 5:9
  Meujael   Maalaleel (Maleleel - Maalalel)
Meujael Gn. 4:18   Maalaleel3.333 a.C. Gn. 5:12
  Metusael   Jarede (Jared)
MetusaelGn. 4:18   Jarede3.268 a.C. Gn. 5:15
  Lameque   Enoque (Henoc)
Lameque (Ada)Gn. 4:18-19 Lameque (Zilpa-Zila-Zilá)Gn.4:18-19 Enoque3.106 a.C. Gn. 5:18
  Jabal, Jubal (Gn. 4:20-21) Tubal-Caim (Tubalcaim)
Naamá (irmã) Gn. 4:22
Metusalém (Matusalém)
Jabal                           Jubal Tubal-Caim                    Naamá Matusalém3.041 a.C (Homem armado) Gn. 5:21
    Lameque (Lamec)
10ª   Lameque 2.854 a.C. Gn. 5:25
    Noé 2.672 a.C. Gn. 5:29

Como já vimos acima a data concreta para o Dilúvio seria o ano 1.656 desde a Criação. Mas ainda assim vamos seguir a linha da família de Adão até o Dilúvio para termos certeza e, para isto vamos nos utilizar de muitas passagens Bíblicas, mas principalmente as cronologias que encontramos em Gênesis 5 e 7:11, vejamos:

Pela Bíblia a família de Caim não nos oferece datas específicas e também não encontramos descendentes de Abel quando foi assassinado, portanto, começaremos a genealogia por Sete.

Adão estava com 130 anos quando do nascimento de Sete ( Gênesis 5:3 ) e viveu mais 800 anos após seu nascimento ( Gênesis 5:4 ).
A Sete, com 105 anos anos nasceu Enos depois viveu mais 807 anos ( Gênesis 5:6-7 ).
Enos estava com 90 anos quando nasceu o filho Cainã e depois disso ele viveu 815 anos ( Gênesis 5:9-10 ).
Cainã estava com 70 anos quando nasceu Maalaleel, e ele ainda viveu mais 840 anos ( Gênesis 5:12-13 ).
Maalaleel tinha 65 anos quando Jarede nasceu, e ele viveu mais 830 anos ( Gênesis 5:15-16 ).
Jarede estava com 162 anos quando gerou a Enoque e viveu após seu nascimento mais 800 anos ( Gênesis 5:18-19 ).
Quando Enoque estava com 65 anos nasceu Matusalém e depois viveu ele ainda mais 300 anos ( Gênesis 5:21-24 ).
Matusalém estava com 187 anos quando Lameque nasceu, e depois disso viveu ainda mais 782 anos ( Gênesis 5:25-26 ).
Lameque, por sua vez estava com 182 anos quando Noé nasceu e viveu ainda 595 anos ( Gênesis 5:28-31 ).
Noé tinha 500 anos quando gerou os trigêmeos, Sem, Cão e Jafé - 2.172 a.C. ( Gênesis 5:32 ); ( Gênesis 6:10 ).
No ano 600 de Noé foi que Deus enviou o Dilúvio a terra ( Gênesis 7:6 ) e, após o Dilúvio Noé ainda viveu 350 anos e morreu com a idade de 950 anos ( Gênesis 9:28-29 ).

Ora, se somarmos as idades de cada um desses homens, ou seja, de Adão a Noé, obtemos um total de 1.656 anos até o Dilúvio. Se tomarmos o ano 600, quando Deus enviou o Dilúvio à terra e diminuirmos da soma das idades que encontramos (1.656-600) obtemos 1.056 anos, que pela lógica podemos dizer que Noé nasceu 1.056 anos após a Criação, ou seja 2.672 a.C.

Dilúvio (2.072 a.C)

Como o mal havia se espalhado por toda a humanidade ( Gênesis 6:1-4 ), conforme a Palavra de Deus, gigantes, homens poderosos viviam nesse tempo, mas sua estatura física, não condizia com a estatura espiritual que Deus espera de nós. Por isso foi que Deus enviou o Dilúvio no ano 1.656 depois da Criação, para castigar a humanidade e "... Romperam-se todas as fontes do grande abismo, e as comportas dos céus se abriram ( Gênesis 7:11 ).

O Vale do Eufrates quase podia ser chamado o istmo do Hemisfério Oriental, onde o Mar Mediterrâneo e o Oceano Índico se aproximam um do outro e quase dividem a África, ao sul da Europa e Ásia do norte. A região montanhosa da Armênia é quase idêntica a um sistema insular, com os mares Cáspio e Negro ao norte, e Mediterrâneo ao oeste, o Golfo Pérsico e o Oceano Índico ao sul. Um abaixamento cataclísmico da região faria que as águas desses mares a invadissem, enquanto de cima se derramava a água da chuva.

"Todos os altos montes, que havia debaixo de todo o céu, foram cobertos. Pereceu toda a carne que se movia sobre a terra" ( Gênesis 7:19-21 ). Foram estas, sem dúvida, as próprias palavras com que Sem narrou, ou escreveu, a história do Dilúvio a seus filhos e netos. Contou como viu. Temos que interpretar sua linguagem conforme sua própria geografia? Ou conforme a geografia de hoje? Toda a raça, exceto Noé e sua família, foi destruída. Para destruir a raça, bastava que o Dilúvio cobrisse, apenas, as regiões habitadas da terra. Aceitando a narrativa como está na Bíblia, houve só dez gerações, desde Adão, o primeiro homem. Dispondo de meios primitivos para viajar, como podia uma família, em dez gerações, povoar a terra inteira? É muito provável que a raça não se tivesse espraiado para além da Bacia do Eufrates. Não obstante, pensam alguns que o Dilúvio cobriu, de fato, a terra toda como hoje a conhecemos, identificando-o com a última grande modificação havida no nível do solo ao fim da Era Glacial, em 10.000 a.C.

Noé entrou na arca 7 dias antes de que começasse a chover ( Gênesis 7:4,10 ), e também conforme Deus ordenou, sete pares de animais limpos ( Gênesis 7:2 ) e um par de animais impuros ( Gênesis 7:15 ). Alguns duvidam, mas Gleason L. Archer no livro A Survey of Old Testament Introduction, mostra com detalhe que o tamanho da arca que Deus ordenou que Noé fizesse era suficiente para conter todas as variedades de animais que existem hoje. Desta forma, com certeza, podemos afirmar que caberiam todas as variedades de vida nos dias de Noé. A chuva começou no 17º dia do 2º mês do ano 600º de Noé ( Gênesis 7:11 ). Choveu 40 dias ( Gênesis 7:12 ). As águas prevaleceram 150 dias ( Gênesis 7:24; 8:3 ). A arca repousou no 17º dia do 7º mês ( Gênesis 8:4 ). Os picos dos montes começaram a ser vistos no 1º dia do 10º mês ( Gênesis 8:5 ). Removeu-se a cobertura da arca no 1º dia do 1º mês do ano 601º de Noé ( Gênesis 8:13 ). Saída da arca no 27º dia do 2º mês ( Gênesis 8:14-19 ). Na arca passaram 1 ano e 17 dias: 5 meses vagando, 7 meses nomonte.

Depois de vagar uns 800km ou mais, além do local de onde partira, a arca repousou no pico de um dos montes da Armênia, chamado Ararate, cerca de 322 km ao norte de Nínive. Esse monte tem de altura 5.610m. Ao seu sopé fica a cidade chamada Naxuana, ou Nakhitchevan, que alega possuir o túmulo de Noé. O nome significa, "Aqui Noé fixou-se".

Parai de confiar no homem, cujo fôlego está no seu nariz.

"Isaías 2:22"

Estudos Bíblicos Genealogia Bíblica de Noé a Abraão