O Alpinista e Sua Glória

Esta é a história de um alpinista que sempre buscava superar mais e mais desafios. Ele resolveu depois de muitos anos de preparação, escalar o Aconcágua.

Mas ele queria a glória somente para ele, e resolveu escalar sozinho sem nenhum companheiro, o que seria natural no caso de uma escalada dessa dificuldade.

Ele começou a subir e foi ficando cada vez mais tarde, porém ele não havia se preparado para acampar, e decidido a atingir o topo resolveu seguir a escalada.

Escureceu, e a noite caiu como um breu nas alturas da montanha, e não era possível mais enxergar um palmo à frente do nariz; não se via absolutamente nada. Tudo era escuridão, zero de visibilidade, não havia lua, e as estrelas estavam cobertas pelas nuvens.

Subindo por uma "parede" a apenas 100m do topo ele escorregou e caiu. Caía a uma velocidade vertiginosa, somente conseguia ver as manchas que passavam cada vez mais rápidas na mesma escuridão, e sentia a terrível sensação de ser sugado pela força da gravidade.

Ele continuava caindo... E, nesses angustiantes momentos, passaram por sua mente todos os momentos felizes e tristes que ele já havia vivido em sua vida. De repente ele sentiu um puxão forte que quase o partiu pela metade. Shack! Como todo alpinista experimentado, havia cravado estacas de segurança com grampos a uma corda comprida que fixou em sua cintura.

Nesses momentos de silêncio, suspendido pelos ares na completa escuridão, não sobrou para ele nada além do que gritar:

- Ó, meu Deus, me ajude!!!

De repente uma voz grave e profunda vinda do céu, respondeu:

- QUE VOCÊ QUER DE MIM, MEU FILHO?

- Me salve, meu Deus, por favor!!!

- VOCÊ REALMENTE ACREDITA QUE EU POSSA TE SALVAR?

- Eu tenho certeza, meu Deus!!!

- ENTÃO CORTE A CORDA QUE TE MANTÉM PENDURADO...

Houve um momento de silêncio e reflexão. O homem se agarrou mais ainda à corda e refletiu que se fizesse isso, morreria...

Conta o pessoal de resgate que no outro dia encontrou um alpinista congelado, morto e agarrado com força com as duas mãos a uma corda... A TÃO SOMENTE DOIS METROS DO CHÃO...

Podemos perceber aqui nesta estória, muitas lições de vida para nosso dia a dia, mas veremos apenas algumas:

* O alpinista não precisava de ajuda. O alpinista era soberbo e queria a glória só para si.
"Porque o dia do SENHOR dos Exércitos será contra todo o soberbo e altivo, e contra todo o que se exalta, para que seja abatido". (Isaías 2:12).
"Bem-aventurado o homem que põe no SENHOR a sua confiança, e que não respeita os soberbos nem os que se desviam para a mentira". (Salmos 40:4).


* O alpinista dizia acreditar em Deus, mas não confiou. Dizer que acredita é uma coisa, mas algo totalmente diferente, realmente confiar em Deus.
Veja bem, acreditar que Cristo é o Filho de Deus não é, de forma alguma, motivo para nos vangloriarmos e sim para nos policiar e ver se não estamos apenas falando da boca para fora, pois na Palavra de Deus, a Bíblia, notamos que até mesmo os demônios crêem e sabem que Jesus é o Filho de Deus. (Mateus 8:28-29; Marcos 3:11).

Vamos exemplificar. Existem muitas pessoas que crêem em alguns dos fatos mais básicos a respeito de Jesus Cristo:
Que Ele é o eterno Filho de Deus. (João 20:31; Mateus 14:33; Marcos 1:1; etc).
Que nasceu de uma virgem chamada Maria. (Atos 1:14).
Que pelo amor de Deus por nós, foi condenado e crucificado. (Filipenses 2:8; João 19:25).
Morreu e foi sepultado num sepulcro escavado nas rochas. (Marcos 15:46; Lucas 23:53).
Que morreu por nós pecadores e levou consigo o jugo de nosso pecado. (Hebreus 2:9; Gálatas 2:20).
Que ressuscitou ao terceiro dia e voltou para o céu. (Romanos 4:24; Mateus 28:6-7; Marcos 16:6).
Que está sentado a direita de Deus Pai, onde sempre foi seu lugar de glória. (Hebreus 12:2).
Que voltará em breve, para buscar os remidos, os salvos. "Eis que cedo venho." (Apocalipse 22:7 e 12; 22:20).

Muitos podem crer sim, mas não a ponto de confiarem a Ele suas vidas. Crêem que Ele pode salvá-los, mas não se permitem serem salvos.
Crer em Cristo é muito mais do que simplesmente acreditar nos fatos históricos sobre Ele.
O primeiro passo a ser dado, é reconhecer-se como pecador. É saber que para Deus somos apenas trapos de imundície. Que somos miseráveis criaturas.
É perceber que Jesus é o "Único Caminho" que nos leva a Deus. É entender que não há salvação eterna em nenhum outro.

Finalmente, crer em Jesus é confiar você mesmo completamente, inteiramente a Ele, para um dia estar com Ele para sempre no céu. É entregar-se de corpo e alma. É tornar-se um vaso novo, uma nova pessoa, com um novo espírito – o Espírito Santo de Deus. É deixar para trás nosso próprio eu, abdicando aquilo que achamos que é certo. É estar nos convertendo, melhorando a cada dia da vida miserável que levamos. "Crê no Senhor Jesus Cristo e serás salvo" (Atos 16:31)


"E o Deus da esperança vos encha de todo o gozo e paz no vosso crer, para que sejais ricos de esperança no poder do Espírito Santo". (Romanos 15:13).
"Estas coisas vos escrevo, a vós que credes no nome do Filho de Deus, para que saibais que tendes a vida eterna" (I João 5:13).

Assim diz o Senhor dos exércitos: Considerai os vossos caminhos.

"Ageu 1:7"

Mensagens Bíblicas Amigo Sabe Quando é Amigo