Amor na Latinha de Leite

"Esta não é apenas mais uma história é um fato real"

Dois irmãozinhos maltrapilhos provenientes da favela - um deles de cinco anos e o outro de dez, iam pedindo um pouco de comida pelas casas da rua que beira o morro".

Estavam famintos:
"vai trabalhar e não amole", ouvia-se detrás das portas; "aqui não há nada moleque...", dizia outro...

As múltiplas tentativas frustradas entristeciam as crianças... Por fim, uma senhora muito atenta disse-lhes: "Vou ver se tenho alguma coisa para vocês... coitadinhos!
E voltou com uma latinha de leite. Que festa! Ambos se sentaram na calçada. O menorzinho disse para o de dez anos "você é mais velho, tome primeiro..." e olhava para ele com seus dentes brancos, a boca semi-aberta, mexendo a ponta da língua.

Eu, como um tolo, contemplava a cena... Se vocês vissem o mais velho olhando de lado para o pequenino!

Levou a lata à boca e, fazendo gesto de beber, apertou fortemente os lábios para que por eles não penetrassem uma só gota de leite. Depois, estendendo a lata, diz ao irmão: "Agora é sua vez. Só um pouco." E o irmãozinho, dando um grande gole exclama: "como está gostoso!" "Agora eu", diz o mais velho. E levando a latinha, já meio vazia, à boca, não bebe nada. "Agora você", "Agora eu", "Agora você", "Agora eu"... E, depois de três, quatro, cinco ou seis goles, o menorzinho, de cabelo encaracolado, barrigudinho, com a camisa de fora, esgota o leite todo... ele sozinho. Esse "agora você", "agora eu" encheram-me os olhos de lágrimas...

E então, aconteceu algo que me pareceu extraordinário. O mais velho começou a cantar, a sambar, a jogar futebol com a lata de leite. Estava radiante, o estômago vazio, mas o coração transbordante de alegria. Pulava com a naturalidade de quem não fez nada de extraordinário, ou melhor, com a naturalidade de quem está habituado a fazer coisas extraordinárias sem dar-lhes maior importância.


Deste irmão mais velho nós podemos aprender a grande lição, "quem dá é mais feliz do que quem recebe." "Tenho-vos mostrado em tudo que, trabalhando assim, é necessário auxiliar os enfermos, e recordar as palavras do Senhor Jesus, que disse: Mais bem-aventurada coisa é dar do que receber". (Atos 20:35).
É assim que nós temos de amar. O amor é um dom de Deus! "Agora, pois, permanecem a fé, a esperança e o amor, estes três, mas o maior destes é o amor." (I Coríntios 13:13).
Se nos sacrificamos com esta naturalidade, com esta elegância, com esta discrição, devemos fazer por que nos sentimos bem, porque amamos e também porque não precisamos de agradecimentos pois, a Palavra de Deus nos diz:
"E qualquer que tiver dado só que seja um copo de água fria a um destes pequenos, em nome de discípulo, em verdade vos digo que de modo algum perderá o seu galardão." (Mateus 10:42).
"Porquanto, qualquer que vos der a beber um copo de água em meu nome, porque sois discípulos de Cristo, em verdade vos digo que não perderá o seu galardão." (Marcos 9:41).
"Ora, o que planta e o que rega são um; mas cada um receberá o seu galardão segundo o seu trabalho." (I Coríntios 3:8).


Você já encontrou meninos como estes acima? Como você reagiu? Como você costuma reagir? Na próxima vez que encontrar uma criança carente, pergunte-lhe o seu nome e ofereça algo mais do que uma lata de leite - ofereça um pouco da sua atenção!
Como você poderia se tornar um pouco mais feliz? Ora fazendo a vida de alguém melhor! Menos dolorida! Não seja egoísta, saia de seu mundinho farto e fácil, e, tente pelo menos sentir o que o necessitado sente, já que não é possível entrar no seu mundo das dificuldades! Cristo já havia dito: "E qualquer que receber em meu nome um menino, tal como este, a mim me recebe." (Mateus 18:5). "Qualquer que receber um destes meninos em meu nome, a mim me recebe; e qualquer que a mim me receber, recebe, não a mim, mas ao que me enviou." (Marcos 9:37).
Fique ciente que tudo o que você fizer, de bom ou mal, irá pesar em sua balança, pois um dia haverá o juízo de Deus e tudo será trazido à tona: "Sabendo que cada um receberá do Senhor todo o bem que fizer, seja servo, seja livre." (Efésios 6:8).

Porque assim vos será amplamente concedida a entrada no reino eterno do nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo.

"II Pedro 1:11"

Mensagens Bíblicas Amor na Latinha de Leite