A Graça da Reconciliação com Deus

Salmos 118:4

Antes de quaisquer coisas é necessário estarmos cientes que todos nos tornamos inimigos de Deus. Nós todos estamos de costas viradas para Deus. Entre Deus e nós existe uma imensa barreira que não nos permite estar em comunhão com Ele. Da maneira que estamos não existe nenhuma possibilidade de entrarmos nos céus. [ Romanos 5:12 ].

Partindo deste princípio, então é que podemos dizer que a nossa carne, ou seja, o nosso corpo e o que provém dele para nada servem, o espírito é que nos dá vida. [ João 6:63 ]. Veja, ainda que venhamos cantar ou tocar guitarra na igreja, participar de grandes cultos que por aí são pregados, até mesmo em nome de Jesus. Podemos dizer que somos cristãos. Podemos fazer o que quisermos, mas se não for pelo espírito que estivermos praticando tais coisas, de nada adiantará. Deus não reconhece tal trabalho. [ II Coríntios 5:16 ].

Aquele que diz que é convertido e não ama, não tem humildade, não é fácil de tratar, não é trabalhador, não é marido que não cobiça, não é mulher sensata, santa, limpa e cuidadosa, não é um filho que obedece a seus pais, então eu pergunto: "Onde estão suas boas obras?" "Onde está a prova de conversão desta pessoa?". Quando uma pessoa realmente se converte tornando-se um cristão, essa pessoa passa a ser diferente no seu modo de agir, então tudo que nela era costumeiro passou. Aquilo que a velha vida trazia não mais deve fazer parte dessa vida, mas tudo isso acontece de um modo natural. A desatenção com Deus, a cobiça, as brigas, o desamor, a preguiça, a inveja e tudo o mais que não agradava a Deus. [ II Coríntios 5:17 ].

E mais, a partir do momento de nossa união com Cristo, passamos a sofrer tribulações como Cristo mesmo disse: [ João 16:33 ]. Cristo, sendo o próprio Deus, também foi perseguido e não foi aceito por muitos; Foi assim em Nazareth, e, hoje também acontece em nosso meio. Nas casas onde um é cristão e o restante não, somos perseguidos e normalmente nossos parentes não querem ouvir falar de Jesus. [ Mateus 13:54-58 ]. Precisamos ter em mente que sempre será assim e, nós os cristãos, não devemos estar querendo a todo o momento ser amados. Muitas vezes em nossa própria casa acontece ao contrário, e por que deveria ser diferente em outros lugares?

E por que é que Deus permite tantas coisas? É simples! Por causa da incredulidade do ser humano. Devemos examinar nosso coração para ter a certeza que estamos agindo como Cristo gostaria que agíssemos. Precisamos estar nos convertendo a cada dia e devemos estar a todo tempo nos cobrando: "Será que conhecemos Jesus da maneira que a Bíblia nos fala?". Verdade é que quando Deus, por meio da fé em Cristo, coloca uma vida dentro de outra vida aí sim é que resplandecem as boas obras no cristão. É como acender uma lâmpada num quarto escuro. [ II Coríntios 4:6 ].

Deus não tem a obrigação de salvar ninguém. Deus nada deve ao pecador! Nós sim, é que temos incomensurável dívida com Deus. Mas Ele nos quer salvar pelo seu grande amor. [ I João 4:8 ]. Não é pelas nossas obras ou de qualquer que seja que somos salvos da perdição. Se assim fosse o que seria dos pobres que nada ou quase nada possuem para oferecer? Como conseguiriam eles praticar obras pequenas ou grandes? O rico tem muito a dar, e por conseqüência poderia, se quisesse, praticar muitas obras, mas não é o que costumamos ver. [ Efésios 2:8-10 ].

Deus providenciou tudo para nós desde a criação do mundo. Ele nos ofereceu meios para que nos reconciliássemos com Ele mesmo. [ II Coríntios 5:18 ]. Mas, é necessário que o homem queira mudar de vida, de direção. Deus não obriga ninguém a amá-Lo, por isso é que deixou o livre arbítrio para que pudéssemos ser gratuitamente justificados perante Deus e fazer nossa escolha... Céu ou inferno? [ Romanos 3:23-24 ]. E quando o ser humano faz a escolha certa, o Céu, então Deus desconsidera, não mais leva em conta todos os seus pecados, mas quando este realmente resolve mudar de vida e se entrega nas mãos de Jesus. Não é o mesmo que acontece com uma criança quando vai apanhar da sua mãe, a criança promete não fazer mais apenas para não apanhar. [ II Coríntios 5:19 ]. Não adianta prometer a Deus que não vai pecar, é preciso pedir forças, e para pedir forças é necessário nos reconciliarmos com Deus. [ II Coríntios 5:20-21 ].

Então isso nos leva novamente à conversão, a aceitar a Jesus como nosso Senhor e Salvador. É necessário ser um filho de Deus, ou seja, um cristão para que Deus ouça. [ João 9:31 ]. A única oração que sabemos que Deus ouve do pecador é quando este tem a intenção no coração de buscar verdadeiramente ao Senhor, e o único modo possível é através de Jesus. [ Romanos 3:25 ].

O cristão tem prazer em falar de Jesus, da Bíblia, do Evangelho, pelo menos deve ser assim, mas a verdade é que o ser humano, quase que de um modo geral, encara o crente como um inimigo, sem mesmo saber ele que o desejo do cristão é simplesmente compartilhar a vida eterna que recebeu de Cristo, apenas por gratidão. O homem não quer, muitas vezes, ouvir a respeito das verdades da Bíblia e principalmente a respeito de Jesus, porque a Bíblia não falha e vem de encontro às nossas iniqüidades. A Bíblia fala duro contra o pecado e sabe por que?. [ Hebreus 4:12 ].

O cristão encontra no Senhor, forças para lutar. [ Salmos 118:14 ], mas o ser humano comum, ou seja, aquele não cristão, por natureza, não consegue forças ainda que tenha intenção no seu coração de proceder como Paulo fala aos irmãos de Filipos. [ Filipenses 4:8 ].

Filho meu, não te esqueças da minha instrução, e o teu coração guarde os meus mandamentos; porque eles te darão longura de dias, e anos de vida e paz.

"Provérbios 3:1-2"

Mensagens Bíblicas O Guardião do Castelo