A Lição do Fogo

Aprendendo a Enxergar

Um membro de um determinado grupo, ao qual prestava serviços regularmente, sem nenhum aviso deixou de participar de suas atividades.

Após algumas semanas, o líder daquele grupo decidiu visitá-lo. Era uma noite muito fria. O líder encontrou o homem em casa sozinho, sentado diante da lareira, onde ardia um fogo brilhante e acolhedor.
Adivinhando a razão da visita, o homem deu as boas-vindas ao líder, conduziu-o a uma grande cadeira perto da lareira e ficou quieto, esperando. O líder acomodou-se confortavelmente no local indicado, mas não disse nada. No silêncio sério que se formara, apenas contemplava a dança das chamas em torno das achas de lenha, que ardiam.

Ao cabo de alguns minutos, o líder examinou as brasas que se formaram e cuidadosamente selecionou uma delas, a mais incandescente de todas, empurrando-a para o lado.

Voltou então a sentar-se, permanecendo silencioso e imóvel. O anfitrião prestava atenção a tudo, fascinado e quieto.

Aos poucos a chama da brasa solitária diminuía, até que houve um brilho momentâneo e seu fogo apagou-se de vez. Em pouco tempo o que antes era uma festa de calor e luz, agora não passava de um negro, frio e morto pedaço de carvão recoberto de uma espessa camada de fuligem acinzentada.

Nenhuma palavra tinha sido dita desde o protocolar cumprimento inicial entre os dois amigos.

O líder, antes de se preparar para sair, manipulou novamente o carvão frio e inútil, colocando-o de volta no meio do fogo. Quase que imediatamente ele tornou a incandescer, alimentado pela luz e calor dos carvões ardentes em torno dele.

Quando o líder alcançou a porta para partir, seu anfitrião disse: -Obrigado. Por sua visita e pelo belíssimo sermão. Estou voltando ao convívio do grupo. Deus te abençoe!
(Autor desconhecido)
Esta mensagem nos leva a fazer uma reflexão...

Não há quem possa dizer que consegue viver sozinho, sem a ajuda de outrem. Todos precisamos ou precisaremos uns dos outros. Se nos afastarmos de tudo e de todos, morreremos! Uns de tristeza, outros de angústia, outros de solidão e ainda outros da falta de carinho ou até m,esmo de uma simples palavra de conforto. Não se isole!

Para aqueles que são membros de um grupo, é necessário estar prontos a entender que eles fazem parte do fogo. Sabemos que o fogo é formado não apenas de um pedaço de carvão, mas de muitos pedaços, sejam grande ou pequenos. A chama de um pedaço grande de carvão se extinguirá da mesma forma que um pequeno, com a diferença que levará um tempo maior.
Cada um de nós somos um "pedaço de carvão" e se nos afastarmos do "fogo" (grupo), se ficarmos longe por muito tempo, perderemos nossa chama e nos apagaremos.

Mas para aqueles que são lideres, é preciso lembrar que eles são responsáveis por manter acesa a chama de cada um "pedaço de carvão" e por promover a união entre todos os membros. O líder precisa entender que ele deve, a todo instante, estar atento com cada uma das "brasas" que estejam com seu brilho não tão incandescente, para puxá-la para perto do fogo (grupo), para que o fogo destas "brasas" possam ficar novamente fortes, e possam se tornar mais duradouras.

Assim é o cristão, é necessário que ele esteja em comunhão com os outros irmãos. No momento em que nos afastarmos, deixaremos de ter prazer nas coisas de Deus.
O motivo principal de nós cristãos estarmos no tempo, é louvar ao Senhor e manter a comunhão com os irmão. E se deixamos de ir à igreja, de ler freqüentemente a Bíblia, então nossa chama começa a se apagar e passamos a nos afastar do Senhor Jesus, que é o "Fogo".

Nós somos "as brasas" e Cristo, pela Sua Palavra, está nos trazendo de volta ao fogo, seja através do pastor, de um amigo, de um conhecido, de um outro irmão.
Se não ficarmos firmes nas Suas Promessas, não conseguimos caminhar sozinhos. Quando estamos sós, com nossa chama apagada, não conseguimos ver mais nada e, passamos a ser guiados pelo no coração.

O Profeta Jeremias conhecia seu coração perverso e sabia que não podia se afastar de Deus. "Enganoso é o coração, mais do que todas as coisas, e perverso; quem o conhecerá?" (Jeremias 17:9).

O homem vil, o homem iníquo, anda com a perversidade na boca, pisca os olhos, faz sinais com os pés, e acena com os dedos; perversidade há no seu coração; todo o tempo maquina o mal; anda semeando contendas.

"Provérbios 6:12-14"

Mensagens Bíblicas O Livro de Ouro