Nosso Destino é Jesus Cristo

"E eu vos destino o reino, como meu Pai mo destinou". (Lucas 22:29).
Se pararmos para pensar chegaremos à conclusão de que o nosso destino não pode ser mudado. Na verdade, não se trata de acaso, sina, destino, fatalidade, eventualidade, casualidade, imprevisto, coincidência, ou seja lá como entendamos ou queiramos chamar, o fato é que Deus planejou todas as coisas com um propósito e já concluídas, para todas as coisas que criou já existe um final já estipulado. As obras de Deus são plena e totalmente acabadas, ainda que não conheçamos seu verdadeiro fim e ainda que não seja completamente do nosso agrado.

Sendo assim, jamais poderemos alterar uma obra de Deus, não porque não queremos ou por algum motivo inexplicável, mas simplesmente pelo fato de que o caminho de todas as coisas, principalmente do ser humano, foi criado para seguir um rumo sem que quaisquer alterações possam ser praticadas.

Os feitos de Deus, tal como nossa passagem por esse mundo, deve seguir como Ele planejou e não pode ser corrigido ou mesmo alterado pelo nosso passado e tampouco antecipado pelo futuro. O que Deus faz, se não for pela Sua misericórdia, pelo Seu amor e pelo Seu querer, jamais terá volta, pois estando pré fixado, permanecerá inalterável.

E aqueles que amam o Senhor, os cristãos, sabem que tudo que Ele planejou para nós é bom, e, foi feito para o nosso bem não só aqui nesta terra, mas também na eternidade com Ele e Seu amado Filho Jesus Cristo. "Bendito o Deus e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo, o qual nos abençoou com todas as bênçãos espirituais nos lugares celestiais em Cristo". (Efésios 1:3).
"E sabemos que todas as coisas contribuem juntamente para o bem daqueles que amam a Deus, daqueles que são chamados segundo o seu propósito. Porque os que dantes conheceu também os predestinou para serem conformes à imagem de seu Filho, a fim de que ele seja o primogênito entre muitos irmãos. E aos que predestinou a estes também chamou; e aos que chamou a estes também justificou; e aos que justificou a estes também glorificou". (Romanos 8:28-30).

E porque motivo Deus por antecipação, já desde a fundação do mundo, desenhou um futuro para aqueles que o amariam e também para aqueles que não? Ora, sabemos que Deus é Onisciente, por isso sabia que enviando Jesus para viver aqui neste mundo e morrer na cruz por nós pecadores, muitos O aceitariam e outros tantos o desprezariam. Assim como, sabemos que nem todos aceitam ou aceitarão a Deus, como o criador de todas as coisas. Mas, para os que acreditassem em Cristo e O aceitassem como Senhor de suas vidas e como Salvador de suas almas, esses seriam adotados por Deus, como verdadeiros filhos. "E nos predestinou para filhos de adoção por Jesus Cristo, para si mesmo, segundo o beneplácito de sua vontade, para louvor e glória da sua graça, pela qual nos fez agradáveis a si no Amado, em quem temos a redenção pelo seu sangue, a remissão das ofensas, segundo as riquezas da sua graça" (Efésios 1:5-7).

Parece prepotência minha estar dizendo que nós os cristãos já somos verdadeiros filhos de Deus e os demais não? De forma alguma, estou afirmando isto mediante a Própria Palavra de Deus, a Bíblia, que é e sempre será a mesma para todos os povos, nações e línguas, e ela diz: "Porque Deus não nos destinou para a ira, mas para a aquisição da salvação, por nosso Senhor Jesus Cristo, que morreu por nós, para que, quer vigiemos, quer durmamos, vivamos juntamente com Ele" (I Tessalonicenses 5:9-10).

O que quero dizer é que... Se já somos filhos de Deus, é porque já cremos em Jesus e O aceitamos, mas todos quantos ouvirem o Evangelho da salvação e crerem também podem ter o mesmo benefício de Deus. Podemos e vamos verificar tal afirmação, para que não hajam dúvidas a respeito:
"Porque todos sois filhos de Deus pela fé em Cristo Jesus". (Gálatas 3:26).
"Vede quão grande amor nos tem concedido o Pai, que fôssemos chamados filhos de Deus. Por isso o mundo não nos conhece; porque não o conhece a Ele". (I João 3:1).
"Porque todos os que são guiados pelo Espírito de Deus, esses são filhos de Deus. Porque não recebestes o espírito de escravidão, para outra vez estardes em temor, mas recebestes o Espírito de adoção de filhos, pelo qual clamamos: Aba, Pai. O mesmo Espírito testifica com o nosso espírito que somos filhos de Deus". (Romanos 8:14).
"Isto é, não são os filhos da carne que são filhos de Deus, mas os filhos da promessa são contados como descendência". (Romanos 9:8).
"Para que sejais irrepreensíveis e sinceros, filhos de Deus inculpáveis, no meio de uma geração corrompida e perversa, entre a qual resplandeceis como astros no mundo". (Filipenses 2:15).
"Qualquer que é nascido de Deus não comete pecado; porque a sua semente permanece nele; e não pode pecar, porque é nascido de Deus. Nisto são manifestos os filhos de Deus, e os filhos do diabo. Qualquer que não pratica a justiça, e não ama a seu irmão, não é de Deus". (I João 3:9-19).

"O nosso passado é senão lembranças de tragédias e tolices que cometemos, o futuro nada mais que nossos sonhos e vontades de melhorar". Então devemos, sem reclamar ou discutir, viver um dia após o outro, pois, como diz a Palavra do Senhor: "Não vos inquieteis, pois, pelo dia de amanhã, porque o dia de amanhã cuidará de si mesmo. Basta a cada dia o seu mal". (Mateus 6:34).
Se em nossas vidas houver mudanças ou melhorias, se recebemos bênçãos, se conseguimos atingir nossos objetivos, certamente foi por permissão de Deus e nada fizemos por merecer.

Sofremos muitas perdas durante a nossa existência. Perdas de pessoas amadas que já faleceram, bens materiais, empregos, mas simplesmente, devemos entendidas como permissões de Deus, acontecimentos pré-estipulados do Plano de Deus para nós. E precisamos aprender com isso. O que temos que fazer é continuar vivendo, acreditando, sonhando, correndo, trabalhando, louvando ao Senhor, pois com Jesus ao nosso lado somos mais que vencedores e podemos encontrar motivos de sobra para encarar nosso futuro, e, certamente obteremos muitas vitórias, conseguimos muitas coisas na vida, vencemos e perderemos muitas batalhas. "Mas em todas estas coisas somos mais que vencedores, por aquele que nos amou". (Romanos 8:37).

Nosso passado deve ser lembrado, mas somente para que não cometamos os mesmos erros, e não para ser revivido; E o futuro deve ser o nosso sonho. É de suma importância para nossas almas que devemos ir conquistando um futuro garantido. Aquilo que fizermos hoje será nossa colheita amanhã. Temos uma eternidade inteira para viver bem ou mal, podemos desde já ir plantando.

Em nosso futuro sim, nesse podemos de certa forma participar. Não porque temos tal poder, mas porque Deus, pelo livre arbítrio, nos permite que façamos tal escolha. A qualquer momento que quisermos, temos como escolher nosso "destino", ou seja, o caminho que queremos percorrer na eternidade. A jornada que escolhermos poderá ser esplendida, extraordinária e cheia de alegrias, mas poderá também ser o pior rumo que tomamos, tenebroso, melancólico e de sofrimento eterno. Creio que o melhor é viver buscando no presente a melhor forma de encarar o futuro, pois de qualquer forma o futuro chegará.

"Pois aquele que foi chamado no Senhor, mesmo sendo escravo, é um liberto do Senhor; e assim também o que foi chamado sendo livre, escravo é de Cristo". (I Coríntios 7:22).

A boca do justo é manancial de vida, porém a boca dos ímpios esconde a violência.

"Provérbios 10:11"

Mensagens Bíblicas A Notícia