A Serpente e o Vaga-lume

O Vaga-lume

Conta a lenda que uma vez uma serpente começou a perseguir um vaga-lume.
Este fugia rápido, com medo da feroz predadora, e a serpente nem pensava em desistir.
Fugiu um dia e ela não desistia, dois dias e nada... No terceiro dia, já sem forças o vaga-lume parou e perguntou à cobra:
- Posso lhe fazer três perguntas?
- Não costumo abrir esse precedente para ninguém, mas já que vou te devorar mesmo, pode perguntar...
- Pertenço a sua cadeia alimentar?
- Não.
- Eu te fiz algum mal?
- Não.
- Então, por que você quer acabar comigo?
- Porque não suporto ver você brilhar...
A Serpente

Esta pequenina lenda nos dá muitos motivos para pensar e refletir.

Durante toda a nossa peregrinação aqui nesta terra, em nossa vida, nos deparamos com todos os tipos de pessoas: Boas, más, negros, brancos, amarelos, ricos, pobres e, também de classes diferentes, com pensamentos e atitudes diferentes, com conhecimentos diferentes. Ora, quando Deus nos criou à Sua imagem, "E disse Deus: Façamos o homem à nossa imagem, conforme a nossa semelhança...". (Gênesis 1:26).

Ele nos criou cada um com as suas características. Cada um recebeu um dom diferente. "Por isso foi dito: Subindo ao alto, levou cativo ocativeiro, e deu dons aos homens". (Efésios 4:8). E todos os dons são adjetivos de Deus, e não existe a mínima possibilidade de se adquirir um dom através de dinheiro. "Mas disse-lhe Pedro: Vá tua prata contigo à perdição, pois cuidaste adquirir com dinheiro o dom de Deus". (Atos 8:20). Quando não aceitamos uma pessoa pelo que ela é, de certa forma, estamos desprezando uma criatura de Deus, que Ele espera que "um dia" se torne mais um de Seus filhos. "[Jesus]... Veio para o que era seu, e os seus não o receberam. Mas, a todos quantos o receberam, aos que crêem no seu nome, deu-lhes o poder de se tornarem filhos de Deus; os quais não nasceram do sangue, nem da vontade da carne, nem da vontade do varão, mas de Deus". (João 1:11-13). Nos tornamos filhos de Deus quando, nascemos de novo, e esse novo nascimento, essa nova criatura que nos tornamos é pela graça, que também é um dom de Deus. "Porque pela graça sois salvos, por meio da fé, e isto não vem de vós, é dom de Deus". (Efésios 2:8).

Então se uma pessoa possui alguns bens melhores que o seu, seja um dom, uma casa, um carro, um emprego, uma característica melhor que a sua. Se uma pessoa tem um carisma que faz com que ela resplandeça mais que outras, não tente apagar seu brilho... Não tente agir como uma cobra, procure, tal como ela, brilhar também.

Você já parou para pensar, talvez com o desígnio de agir como a serpente querendo apagar o brilho de alguém, não consegue nem mesmo enxergar os seus dons. Pode ser que o seu brilho seja ainda melhor que o dessa pessoa, e, com plena certeza posso afirmar, você possui ainda mais que muitos. Se você quiser enxergar, basta que olhe para os lados. Não somos nós mesmos que conseguimos ver nosso brilho, este somente é enxergado pelos outros.

Agir desta forma nos dá a entender duas coisas: "Nisto são manifestos os filhos de Deus, e os filhos do Diabo: quem não pratica a justiça não é de Deus, nem o que não ama a seu irmão". (I João 3:10).

Aquele que confia nas suas riquezas, cairá; mas os justos reverdecerão como a folhagem.

"Provérbios 11:28"

Mensagens Bíblicas Sim, Não, Espere