O Veredicto

Conta uma antiga lenda que na Idade Média um homem muito religioso foi injustamente acusado de ter assassinado uma mulher. Na verdade, o autor era uma pessoa influente do reino, desde o primeiro momento se procurou um "bode expiatório" para acobertar o verdadeiro assassino. O homem foi levado a julgamento, já temendo o resultado: a forca.

Ele sabia que tudo iria ser feito para condená-lo e que teria poucas chances de sair vivo desta história. O juiz, que também estava combinado para levar o pobre homem à morte, simulou um julgamento justo, fazendo uma proposta ao acusado que provasse sua inocência.
Disse o juiz: Sou de uma profunda religiosidade e por isso vou deixar sua sorte nas mãos do senhor; vou escrever em um pedaço de papel a palavra INOCENTE e noutro pedaço de papel a palavra CULPADO.

Você sorteará um dos papéis, e aquele que sair será o seu veredicto. O senhor decidirá seu destino, determinou o juiz. Sem que o acusado percebesse, o juiz preparou os dois papéis, mas em ambos escreveu CULPADO de maneira que, naquele instante, não existia nenhuma chance do acusado se livrar da forca. Não havia saída. Não havia alternativas para o pobre homem. O juiz colocou os dois papéis em uma mesa e mandou o acusado escolher um.

O homem pensou alguns segundos e pressentindo a vibração, aproximou-se confiante da mesa, pegou um dos papéis e rapidamente colocou na boca e o engoliu. Os presentes ao julgamento reagiram surpresos e indignados com a atitude do homem.

Mas o que você fez? E agora? Como vamos saber qual o seu veredicto? Questionou o juiz.

É muito fácil, respondeu o pobre homem. Basta olhar o outro pedaço que sobrou e saberemos que acabei engolindo a minha própria sentença, uma vez que o que ficou é o seu contrário. Imediatamente o homem foi libertado. Por mais difícil que seja a situação, não deixe de acreditar e de lutar até o ultimo momento.

Quando você tiver um problema, qualquer que seja, pequeno ou grande... "Não diga a DEUS que você tem um grande problema; diga ao problema que você tem um grande DEUS".

Mas para dizer ao problema que você tem um grande DEUS é necessário que você deixe de ser uma criatura e se torne um filho de Deus. "Vede quão grande amor nos tem concedido o Pai, que fôssemos chamados filhos de Deus. Por isso o mundo não nos conhece; porque não o conhece a ele". (I João 3:1). Nessa passagem o Apóstolo João fala aos irmãos em Cristo, do tão grande amor que Deus, pela sua graça, teve para conosco cristãos nos concedendo o direito de sermos chamados filho de Deus.

E como fazer para ser reconhecido como filho de Deus? Ora, é simples... Deus enviou seu Filho Jesus ao mundo para que sofresse profundamente por nós e que fosse crucificado para pagar todos os nossos pecados, mas é necessário que, pelo livre arbítrio, as pessoas acreditem e aceitem Jesus no coração como sendo o Salvador e Senhor de suas vidas. Porque se não for assim, não serão libertos do pecado e já estarão condenados a uma eternidade de tormento no inferno. "Jesus respondeu: Na verdade, na verdade te digo que aquele que não nascer da água e do Espírito, não pode entrar no reino de Deus. O que é nascido da carne é carne, e o que é nascido do Espírito é espírito". (João 3:5-6).

É preciso que creiamos que Jesus Cristo é o verdadeiro filho de Deus e foi o último Cordeiro a ser sacrificado. O Cordeiro de Deus que tira e nos purifica de todos os pecados. O Cordeiro que apaga todas as transgressões que cometemos até o momento em que nascemos de novo em Cristo Jesus "No dia seguinte João viu a Jesus, que vinha para ele, e disse: Eis o Cordeiro de Deus, que tira o pecado do mundo". (João 1:29).

Há palrador cujas palavras ferem como espada; porém a língua dos sábios traz saúde.

"Provérbios 12:18"

Mensagens Bíblicas Vida Curta