Você Me Ama?

Um dia, me levantei de manhã bem cedo para ver o nascer do sol. A beleza da criação de Deus está além de qualquer descrição. Enquanto eu assistia, agradeci a Deus, em nome de Jesus, pelo Seu belo trabalho. Sentado ali senti realmente a presença do Senhor comigo. Ele me perguntou:
- Você me ama?
Pensei comigo: Jesus está me fazendo a mesma pergunta que um dia fez ao apóstolo Pedro, filho de Jonas ( João 21:15-17 ). E eu respondi:
- Sim, Senhor Deus! Você é Meu Senhor e Salvador!
Então me fez nova pergunta:
- Se você tivesse alguma dificuldade física, ainda assim me amaria?
Eu fiquei perplexo. Olhei para meus braços, pernas e para o resto do meu corpo e me perguntei quantas coisas eu não seria capaz de fazer, as coisas que eu dava por certas. Então respondi:
- Creio que seria muito difícil Senhor, mas eu ainda Te amaria.
Então o Senhor disse:
- Se você fosse cego, ainda amaria minha criação?
Pensei: Como eu poderia amar e contemplar alguma coisa sem a possibilidade de vê-la?
Quase que instantaneamente me veio a memória Fanny Jane Crosby, que embora tenha ficado cega, por causalidade, escreveu mais de 8.000 hinos, entre eles (Segurança) Blessed Assurance e, ela verdadeiramente O amou e disse: - "Parecia planejado pela abençoada providência de Deus que eu fosse cega toda a minha vida, e eu Lhe agradeço". Pensei também em todas as pessoas cegas que existiram e e existem no mundo e quantos amaram e quantos ainda amam a Deus e Sua criação.
Então falei ao Senhor: Certamente é difícil pensar nisto, mas eu ainda Te amaria.
O Senhor então me perguntou:
- Se você fosse surdo, ainda ouviria Minha Palavra?
Outra vez pensei: Como poderia ouvir Sua Palavra sendo surdo?
Mas, ao responder, entendi. Ouvir a Palavra de Deus não é simplesmente usando os ouvidos, mas nossos corações.
Então, respondi ao Senhor: - Seria difícil, mas eu ainda ouviria a Tua Palavra.
O Senhor novamente me perguntou:
- Se você fosse mudo, ainda louvaria meu Nome?
Lá no meu interior, imaginei: Como poderia louvar sem uma voz?
Então me ocorreu: Deus quer que cantemos de toda nossa alma e todo nosso coração. Não importa como possa parecer. E louvar a Deus não é sempre com uma canção, mas quando somos oprimidos e pedimos Sua ajuda, nós louvamos a Deus com nossas palavras de gratidão mesmo nas tribulações.
Então eu respondi ao Senhor:
- Embora eu não pudesse fisicamente cantar, eu ainda louvaria teu nome.
E o Senhor me perguntou:
- Você realmente me ama?
Com grande coragem e forte convicção, eu respondi seguramente:
- Sim, Senhor! Eu te amo. Tu és o único e Verdadeiro Deus!. Eu pensei ter respondido bem, mas o Senhor Deus, sabiamente, me perguntou:
- Então por que você peca tanto?
Eu respondi:
- Porque sou apenas um humano. Não sou perfeito.
- Então por que quando tudo vai bem em sua vida, você se esquece de mim? Por que somente nas horas de amargura, aflição, dor, tristezas e dificuldade é que você ora com ferver e chama pelo meu Nome? Por que na horas de tribulação e opressão, você chora e se lamenta a outros, ao invés de chorar no ombro que sempre te ofereci?
Para isso não tive respostas. Foram somente lágrimas.
E o Senhor continuou:
- Por que você Me busca somente nas confraternizações? Por que me louva somente quando está na Minha Casa, a Igreja? Por que você passa o tempo todo me fazendo perguntas egoístas e sem fé?
Minhas lágrimas continuavam a rolar pelo meu rosto.
Mas o Senhor continua:
Por que você está envergonhado de mim agora se não é sempre assim? Por que você não tem mais aquele desejo de falar das Minhas "Boas Novas", do Evangelho às pessoas? Por que você costuma inventar desculpas e se esquivar quando te dou oportunidades de Me ser um servo fiel? Você é abençoado com a vida que te dei de presente, e, não é para que você a desperdice ou jogue fora. Eu te abençoei com muitos talentos para que pudesse me servir, mas continua usando estes talentos para outros fins que não são os Meus. Eu enviei alguém para te levar Minha Palavra, mas você não cresce, não progride em amor e conhecimento. Eu, muitas vezes, falei com você, mas vejo que ainda seus ouvidos, que são bons, não conseguem me ouvir. Eu mostrei minhas bênçãos a você, mas os olhos perfeitos que te dei, nada conseguem enxergar e se viram em outra direção.
Eu tentei interceder e responder ao Senhor, mas percebi que não havia resposta alguma a ser dada.
E Deus, novamente perguntou:
Você realmente me ama?
Eu não pude responder. Como eu poderia? Eu estava inacreditavelmente constrangido. Eu não tinha desculpa ou justificativa alguma a dar pelos meus atos. O que poderia eu dizer? Quando meu coração chorou e as lágrimas brotaram, eu disse:
- Por favor, Senhor, me perdoe. Eu não sou digno de ser chamado seu filho.
O Senhor respondeu:
- Esta é Minha Graça. Porque você é a Minha criatura e Meu filho. Jamais te deixarei. Jamais te abandonarei. Quando você chorar, Eu terei compaixão e estarei chorando com você. Quando você estiver alegre, Eu rirei com você. Quando você estiver desanimado, Eu te encorajarei. Quando você estiver caindo, Eu te ampararei. Quando você estiver cansado, Eu te carregarei nos Meus braços. Quando você cair, Eu te levantarei. Eu estarei sempre com você, até o final dos tempos, e te amarei para sempre. "Que morreu por nós, para que, quer vigiemos, quer durmamos, vivamos juntamente com ele". (I Tessalonicenses 5:10)
Eu jamais havia chorado tão intensamente, como naquele dia que o Senhor falou comigo. Como pude ter sido tão insensível com Deus? Como pude ter magoado tanto a Deus com minhas atitudes? Sei que quem ama a Deus e a Jesus deve guardar Seus preceitos. "Aquele que tem os meus mandamentos e os guarda esse é o que me ama; e aquele que me ama será amado de meu Pai, e eu o amarei, e me manifestarei a ele". (João 14:21).
Eu perguntei a Deus:
- Quanto me amas?
Então, O Senhor esticou Seus braços e eu vi suas mãos com enormes buracos sangrentos feito pelos cravos na cruz do Calvário. Logo, entendi o que, com certeza, ainda não havia compreendido. Assim, me curvei aos pés de Jesus Cristo, que até aquele momento notei que tinha sido apenas Meu Salvador e não Meu Senhor, e, pela primeira vez em minha vida eu orei intensa e verdadeiramente...
O amor que Jesus tem por nós é incomensurável, por isso, para os que crêem, basta saber o que Ele fez por nós pecadores. "Mas Deus prova o seu amor para conosco, em que Cristo morreu por nós, sendo nós ainda pecadores". (Romanos 5:8).

A ansiedade no coração do homem o abate; mas uma boa palavra o alegra.

"Provérbios 12:25"

Mensagens Bíblicas O Voto Certo